Portal do Governo Brasileiro
Detalhes1
Publicado em 00/00/0000 00:00:00
Acessos:

A consolidação em um sistema único para o trâmite de todos os planos de voo que utilizam o espaço aéreo brasileiro possibilita aprimorar a consistência dos dados de voo disponíveis operacionalmente.

O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) é responsável por planejar, gerenciar e controlar as atividades relacionadas com espaço aéreo brasileiro, por isso desenvolve a necessária e contínua modernização dos processos e sistemas informatizados, essenciais à prestação dos serviços de navegação aérea.

Dentre as iniciativas que vêm sendo implementadas pelo DECEA, destaca-se o projeto de Centralização de Planos de Voo, com a finalidade de consolidar, em um sistema único, o trâmite de todas as mensagens que visam a utilização do espaço aéreo brasileiro, possibilitando, assim, aprimorar a consistência dos dados e proporcionar um adequado planejamento estratégico, operacional e tático. O foco do projeto é a padronização de um caminho único para todas essas mensagens, buscando uma validação segura e automatizada por meio doSistema Integrado de Gestão de Movimentos Aéreos (SIGMA).

O Major Aviador Marcio Rodrigues Ribeiro Gladulich, Gerente do Empreendimento e Chefe da Divisão Operacional da CISCEA, destaca que toda a concepção do projeto foi planejada para uma implantação de forma gradual, buscando o menor impacto possível para os usuários do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB). “Apesar dos planos de voo passarem a percorrer o caminho centralizado a partir de abril de 2021, o processo será transparente, não havendo, nesse momento, necessidade de mudanças nos procedimentos dos usuários”.

A centralização constitui um novo paradigma de gerenciamento de planos de voo e suas mensagens de atualização. De acordo com o Coronel Aviador Marcelo Jorge Pessoa Cavalcante, Comandante do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), o Centralizador de Planos de Voo é um módulo do SIGMA que trará maior apoio ao serviço de gerenciamento de fluxo de tráfego aéreo prestado pelo CGNA – organização que permite, a partir das intenções de voo, a harmonização do fluxo de tráfego. “O fato de todos os planos de voo e mensagens associadas serem obrigatoriamente submetidos ao Centralizador traz mais eficiência e segurança nas atividades do CGNA, permitindo um planejamento completo e totalmente automatizado”, destaca o Comandante do CGNA.

O sistema conta também com a funcionalidade de envio de planos em lote por parte das empresas aéreas, possibilitando uma integração entre os sistemas dessas empresas e o centralizador de planos de voo.

Visando ainda uma maior confiabilidade para o usuário, o projeto inclui funcionalidades como umcódigo alfanumérico para identificação única de cada plano (IDPLANO), assegurando a rastreabilidade da informação em todo o sistema.“Isso vai garantir que o usuário tenha a certeza de que o seu plano de voo foi enviado e processado pelo SISCEAB, possibilitando maior segurança para as operações aéreas. A possibilidade de acompanhamento das intenções de voo por parte dos pilotos é um ponto crucial para o DECEA”, ressalta o Brigadeiro do Ar Eduardo Miguel Soares, Chefe do Subdepartamento de Operações (SDOP) do DECEA.

A Centralização do Plano de Voo também trará confiabilidade e disponibilidade do sistema 24 horas por dia por meio do novo Centro Reserva concebido no Instituto de Controle do Espaço Aéreo (ICEA), em São José dos Campos – SP. Esse Centro irá operar em paralelo com as mesmas capacidades de processamento do centro principal.

Para o desenvolvimento deste projeto de grande vulto, a Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA) vem trabalhando, desde 2017, na concepção para tamanha implementação. Para o Major-Brigadeiro do Ar Sérgio Rodrigues Pereira Bastos Júnior, Presidente da CISCEA, “A responsabilidade pelo desenvolvimento e implantação deste projeto é motivo de orgulho e dedicação para toda a equipe. A concepção em que se baseia a Centralização dos Planos de Voo evidencia a busca constante do DECEA pelo desenvolvimento e aperfeiçoamento dos serviços aeronáuticos para o País”.

A empresa responsável pelo desenvolvimento e implantação no sistema SIGMA foi a ATECH, uma empresa do Grupo EMBRAER e especializada em ferramentas voltadas para o controle de tráfego aéreo. A empresa, que é também responsável pelo sistema SAGITARIO, utilizado para o controle das aeronaves no espaço aéreo brasileiro, reforçou sua postura pela inovação e busca por novas tecnologias no mercado.

Importante destacar que foram realizados todos os treinamentos técnicos e operacionais para os profissionais do CGNA, CINDACTA I, II, III e IV, Centro Regional de Controle do Espaço Aéreo Sudeste (CRCEA-SE), Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ), INFRAERO e demais Órgãos envolvidos com o projeto, de forma a permitir uma correta manutenção e utilização do novo sistema operacional.

A ativação

Assim, neste domingo, 11 de abril, foi implementada a Centralização do Plano de Voo no âmbito do SISCEAB, contando com a participação de mais de 100 profissionais ao longo de 3 dias de migração para o novo sistema.

Nas próximas semanas, os Centros de Controle de Área (ACC) serão incorporados de forma gradual, sendo o ACC Recife, do Terceiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA III), o primeiro a ser integrado à centralização dos planos de voos, com previsão para o dia 09/05/21.

Para o Tenente-Brigadeiro do Ar Heraldo Luiz Rodrigues, Diretor-Geral do DECEA, “A adoção da centralização das intenções de voo no Brasil no Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA)é uma ação de extrema relevância para o DECEA, garantindo a confiabilidade e a disponibilidade do sistema 24 horas por dia, o que reforça a visão do Departamento em ser reconhecido como referência global em segurança, fluidez e eficiência no gerenciamento e controle integrado do espaço aéreo”.

Assista abaixo ao vídeo sobre a Centralização de Planos de Voo:

Seção de Comunicação Social da CISCEA
Edição: 1o Tenente Relações Públicas Camille Barroso
Texto: Daisy Meirelles (ASCOM/DECEA)
Fonte e fotos: Divisão Operacional da CISCEA